(15) 3532-3523 (15) 998147-0102 | contato@viaparkurbanismo.com

Saiba o que você deve levar em consideração ao comprar um terreno

De 31 de outubro de 2018Construção
Comprar um terreno

As pessoas preferem, cada vez, mais comprar um terreno para construir do que adquirir uma moradia pronta. Essa opção facilita a concretização de projetos de design pessoais e torna a realização do sonho da casa própria mais emocionante.

Entretanto, como ter certeza de estar fazendo um bom negócio? Escolher o terreno ideal é uma etapa importante do processo, pois o projeto de construção deve se encaixar perfeitamente nele.

Pensando nisso, desenvolvemos uma matéria para ajudar você a identificar e analisar os pontos cruciais que devem ser considerados antes da compra. Continue lendo e aproveite as dicas!

Por que é importante ver os detalhes antes de comprar um terreno?

Especialistas afirmam que comprar um terreno para construir a própria casa pode representar um dos maiores investimentos realizados na vida de uma pessoa. Por isso, não pode ser qualquer um. Ele deve ser avaliado de todas as formas possíveis antes de fechar o negócio para evitar prejuízos e frustrações que levem a arrependimento no futuro.

Uma dica para se livrar de problemas posteriores é ter maior atenção aos detalhes. Se fizer a escolha certa, o projeto de construção não ficará limitado pelo tamanho ou comprometido pelo posicionamento e desníveis do solo. Além disso, existem outros fatores que devem ser avaliados para garantir que não se arrependa da compra. Mencionaremos os principais no decorrer do texto.

Essa tarefa pode ser um pouco trabalhosa, mas valerá o esforço se considerar que o grau de satisfação com o investimento será grande no médio e longo prazo.

O que considerar para uma aquisição satisfatória?

Separamos os aspectos mais importantes que devem ser considerados antes de comprar um terreno. Se der importância a eles, dificilmente terá problemas no futuro. Conheça os principais:

Meça o tamanho do terreno

A metragem mínima permitida por lei é definida de forma diferente em cada município, o que demanda uma consulta no cartório de registro de imóveis da sua cidade. Mesmo que a largura e o comprimento estejam de acordo com as medidas de regra, é importante avaliar se a metragem comportará o projeto. Então, compare o tamanho do terreno com a planta da casa para ter certeza.

Quando fizer isso, lembre-se de considerar a área não construída, caso queira ter quintal, piscina, deque etc. Aproveite a consulta no cartório para se informar também sobre as medidas de recuo mínimo (espaço entre os limites do terreno e as construções). Assim, terá uma noção melhor dos espaços que pretende utilizar.

Observe os espaços de lazer

Veja se o terreno está localizado próximo a parques naturais e áreas disponíveis para a prática de atividades físicas ao ar livre e para fazer piqueniques em família. Esses aspectos ajudam a melhorar a qualidade de vida. Se não for o caso do terreno que está escolhendo, existe outra alternativa: os terrenos em áreas residenciais.

Alguns condomínios oferecem academias, playgrounds, piscinas, áreas gourmet, salões de festas e outros espaços internamente. Isso permite que a localização um pouco mais distante não seja um problema para o lazer. Além disso, é mais seguro.

Verifique a documentação

Solicite ao proprietário a documentação do imóvel, acompanhada da certidão negativa de ônus e alienações, para verificar o histórico do terreno junto ao cartório de registro de imóveis. Verifique, também, se existe alguma ação contra o dono do imóvel, seja ele pessoa física, seja pessoa jurídica.

Outra dica importante é pesquisar se o imóvel está no nome de quem está negociando. Compare os registros dos documentos com o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e as certidões negativas de débitos. O nome do proprietário, a metragem verdadeira e o valor venal do terreno devem constar nesses documentos e não pode haver inconformidades.

Analise a posição do Sol

Localize-se geograficamente no terreno e descubra onde o Sol nasce e onde ele se põe nas estações do verão e do inverno. O ideal é que quartos, sala e varanda sempre peguem o sol da manhã, enquanto a área de serviço fique com o sol da tarde. Essa medida deve proporcionar maior conforto aos moradores, mas nem sempre as medidas do terreno permitem a construção nessa posição, exigindo uma reavaliação do projeto.

O lado norte costuma receber mais luz em períodos quentes, o que demanda maior proteção. Já o lado sul recebe a menor quantidade de luz durante o ano, sendo mais fresco. É nessa posição que grandes aberturas e janelas devem ser projetadas.

Investigue a declividade

Terrenos em declive são mais baixos que o nível da rua e podem ser inclinados em toda a sua extensão. Nessas condições, o proprietário pode ter alguns desafios para construir, como o escoamento de águas pluviais e saídas de esgoto, mas pode ter grandes vantagens, como quartos e áreas externas com maior privacidade.

Especialistas em projetos imobiliários dizem que, em vez de investir no nivelamento do terreno, fica mais barato e menos trabalhoso pensar em soluções criativas para construir. Ter uma garagem em cima da casa e escadas de acesso estilosas, por exemplo, podem proporcionar um design exclusivo, valorizando o imóvel.

Pesquise a localização

Um bom lugar para construir deve ter acessibilidade. Ou seja: precisa ser fácil de chegar e sair. Então, veja se o terreno fica relativamente próximo a vias de acesso aos grandes centros urbanos. Mesmo que o local seja um pouco distante do trabalho ou da escola dos filhos, a acessibilidade pode resolver o problema.

Além disso, veja se o terreno está em área urbanizada e com infraestrutura adequada. Isso inclui serviços de água encanada, ligação com estações de esgoto, abastecimento de energia, telefonia e internet, ruas pavimentadas, coleta de lixo, iluminação pública e transporte público.

Se houver projeções de crescimento na região, o investimento será ainda melhor, pois faculdades, hipermercados e shoppings centers devem ser construídos nas redondezas em breve.

Conheça a vizinhança

Antes de comprar o terreno, veja quem são os vizinhos e o que pretendem construir no local. Essa avaliação é importante para evitar que more ao lado de uma casa noturna, por exemplo. Residências e comércios pequenos são bons vizinhos, mas um local para eventos pode trazer transtornos, como música alta até muito tarde e congestionamentos.

Observe, também, o padrão das construções ao redor do terreno. Se o seu projeto for de uma casa térrea, e os vizinhos construíram residências de dois ou mais andares, é bem provável que fique sem luz solar.

Como afirmamos, a aquisição de um imóvel é um investimento importante. Por esse motivo, a análise deve ser bastante criteriosa. Então, aproveite as dicas do texto para comprar um terreno que comporte o projeto sem problemas e deixe toda a família satisfeita com o empreendimento.

Pronto para escolher? Entre em contato com a Viapark agora mesmo e tenha o apoio necessário para não errar!

Deixe uma resposta