(15) 3532-3523 (15) 998147-0102 | contato@viaparkurbanismo.com

O que fazer no Vale do Itararé? Descubra aqui!

De 24 de novembro de 2018Qualidade de Vida
Vale do Itararé

O Vale do Itararé é uma região com grande área de Mata Atlântica preservada e que fica na divisa entres os estados de São Paulo e Paraná. Cada vez mais o local se torna conhecido entre os turistas que estão em busca de uma aventura na natureza ou de um lugar tranquilo para morar. As atrações são muitas: passeios de trilha a pé e de carro, banhos de cachoeira, caminhadas por cânions de tirar o fôlego e muito mais.

Apesar de estar localizada a pouco mais de 300 quilômetros das capitais São Paulo e Curitiba, a região ainda é pouco explorada. Ficou interessado em conhecer o local? Neste post temos como objetivo apresentar as melhores opções de lazer e vivência disponíveis no Vale do Itararé. Continue lendo e aproveite as nossas dicas!

Conheça as cachoeiras do Vale do Itararé

A nossa primeira dica é visitar as cachoeiras. Não é difícil encontrar uma, afinal, a região do Vale do Itararé tem mais de 13 catalogadas.

A cachoeira do Sobradinho — também conhecida como “Véu de Noiva” — é uma das mais bonitas, com cerca de 45 metros de queda-d’água. Nela, você pode se refrescar de forma segura e confortável, pois em vez de pedras no fundo do poço há areia, o que reduz o risco de escorregões. Ou seja, é uma pequena praia de água doce com um belo visual!

Outra opção interessante é a cachoeira do Corisco. Ela tem 104 metros e surge entre os paredões do Vale de mesmo nome, criando uma paisagem sem igual. O sol gostoso, a sombra fresca e o ar puro do interior complementam o passeio.

Visite os cânions da região

A região tem formações rochosas que resultam em cânions de tirar o fôlego. Um dos mais bonitos e visitados é o do Jaguaricatú, considerado o 8º maior cânion do mundo em áreas verdes.

Em um dos mirantes você pode apreciar os belos paredões, que chegam a ter 200 metros de altura — um verdadeiro encanto para os amantes da natureza! Para chegar até ele é preciso encarar cerca de 25 quilômetros em uma estrada de chão batido, mas a vista compensa o esforço.

O cânion Pirituba é outra opção que não pode deixar de ser visitada. Ele fica localizado em Bom Sucesso de Itararé e permite um visual incrível, com a cachoeira do Palmito Mole à direita. Os paredões de arenito começam a se formar em Curitiba, passando pelo município de Castro (PR) até chegar às regiões de Sengés (PR) e Itararé (SP), onde ficam mais evidentes.

Pratique o cicloturismo

Se você está em busca de um pouco mais de aventura, uma boa opção é participar do cicloturismo. A região conta com diversas trilhas exclusivas para serem percorridas de bicicleta, passando por cachoeiras, rios e cânions, o que torna o passeio uma experiência inigualável.

A aventura não acaba por aí! Grupos podem ser formados para um circuito de ciclismo noturno. Isso deve aprimorar suas experiências de vivência no local.

Faça trilhas de carro

Com um pouco mais de segurança, mas com o mesmo nível de aventura, você pode embarcar em uma trilha com carros 4×4 e devidamente equipados para a travessia de pântanos e túneis. Esse passeio é um dos mais procurados na região, pois o visual encontrado é deslumbrante, apesar da dificuldade do trajeto.

A trilha de destaque é a que leva ao túnel ferroviário Fábio Rego. Nas décadas de 1940 e 1950, a passagem funcionava como principal ligação entre as cidades de São Paulo e Montevidéu, no Uruguai. Hoje o túnel está desativado, mas liberado para visitações. Com aproximadamente 1 quilômetro de extensão, o túnel fica bem escuro no meio, escondendo detalhes da construção que despertam a atenção.

Existem muitas outras trilhas. Algumas opções são mais longas do que outras, mas todas têm visuais que fazem valer a pena cada escolha.

Navegue pelos rios

O Vale do Itararé é conhecido por ter muita água. Além das 13 cachoeiras, você pode encontrar lagos e rios por toda a cidade. O Rio Funil, o Rio Itararé e o Rio Verde são os mais famosos. Com essas características, o município explora bem as práticas de Rafting e Boia Cross. Aproveite a oportunidade para navegar com aventura!

No Rio Verde você pode fazer 5 quilômetros de Boia Cross, alternando entre trechos com águas calmas e mais agitadas. No total são 3 horas de descida. O valor cobrado é de R$ 50 por pessoa, mas tem direito a instrutor e equipamentos adequados.

Faça trilhas a pé

Gosta de fazer caminhadas ao ar livre? No Vale do Itararé você vai se esbaldar! Uma das atrações mais buscadas pelos turistas é a trilha das 7 Cachoeiras. São 14 quilômetros atravessando uma extensa área de mata atlântica preservada. Como a caminhada é feita a pé, foi bem definida. Quase não há subidas e descidas, e as que têm são bem suaves.

No caminho, muitas paradas estão programadas, principalmente para banhos em cachoeiras. Para aproveitar bem, lembre-se de usar uma bota de borracha, pois a mata é selvagem e muitos répteis e insetos peçonhentos costumam aparecer. Além disso, leve um repelente, um protetor solar, um protetor labial, um boné ou um chapéu.

Descubra as melhores opções para morar na região

Quando visita esses locais, muita gente não quer mais voltar para casa e logo pensa em morar na região. Se você é uma dessas pessoas, saiba que dá para viver bem no Vale do Itararé. Existem residenciais na região com toda a infraestrutura que você precisa para ter uma boa qualidade de vida.

No Residencial Vale do Itararé, por exemplo, você e a sua família terão opções de lazer como quadras poliesportivas, quiosques para churrasco, campo de futebol, pista de corrida e muito mais. Essa é uma boa oportunidade para trocar a agitação das grandes cidades por uma vida mais tranquila no interior.

Como você pôde ver, o Vale do Itararé é uma região rica em turismo e ecoturismo. A combinação de cachoeiras, rios, cânions e florestas nativas dão ao lugar um visual único. Você pode só descansar, apreciando a paisagem, ou praticar diversas modalidades de esportes radicais. Se você deseja viver na região, saiba que também vale a pena! Conte com o apoio de uma imobiliária de confiança e escolha o imóvel certo para morar.

Gostou das dicas? Então compartilhe essas informações com os seus amigos e conhecidos nas redes sociais para que eles também possam conhecer o Vale do Itararé!

Deixe uma resposta

Open chat
Powered by