(15) 3532-3523 (15) 998147-0102 | contato@viaparkurbanismo.com

Será que existe padrão de construção de casa em residencial? Veja aqui!

De 1 de março de 2019Construção
Padrão de Construção

Cada vez mais pessoas vêm optando por comprar terreno em um residencial para construir a própria casa. Isso pode ser vantajoso por diversos motivos, mas é preciso atenção. Alguns condomínios podem ter um padrão de construção de casa em residencial. Ou seja, a casa deve ser construída com base em algumas regras.

Pensando nisso, desenvolvemos um post para orientar a esse respeito. Descubra, a partir de agora, se existem regras para a construção da sua casa e quais padrões provavelmente terão que ser respeitados!

Por que a compra de terreno para construção é a opção mais buscada?

Residenciais com serviços de condomínio oferecem mais segurança, áreas de lazer privativas e uma série de benefícios ligados ao conforto e à comodidade dos moradores. Poder construir a própria casa já é um orgulho, mas, dentro de um residencial com essas características, a experiência pode ser ainda melhor, sem contar que poderá escolher o design que tanto deseja.

Além disso, os terrenos em residenciais contam com um tamanho padrão, sendo legalmente registrados e liberados para obras, o que permite agilizar a execução do projeto.

Existe um padrão de construção de casa em residencial?

A resposta para essa pergunta é: sim. Porém, você não precisa se preocupar tanto, já que as regras não se aplicam diretamente ao design da casa. Geralmente, elas são baseadas em limites de construção, tanto para os lados quanto para cima ou para baixo, visando respeitar os espaços dos terrenos vizinhos.

Alguns residenciais são mais flexíveis quanto aos padrões, outros são mais rígidos, mas sempre haverá algumas regras a serem respeitadas. Isso não diz respeito só à construção, mas também ao comportamento dos proprietários, quando já estiverem morando na casa. A rigidez pode ser alta, principalmente, em residenciais considerados de alto padrão, exigindo inclusive construções mais sofisticadas para manter a imagem do residencial.

Quais são as regras mais comuns a serem respeitadas?

O conjunto de padrões estabelecidos por um residencial pode não ser o mesmo de outros. Por isso, não constitui uma regra. Abaixo, listamos os casos mais comuns de restrições para a construção de casas em terrenos de condomínios.

Determinação de prazo para a construção

Você quase não houve falar nesse tipo de restrição, mas ela é mais comum do que se imagina. Para não perturbar o silêncio e o tráfego dos moradores próximos ao terreno, alguns residenciais estabelecem um limite de tempo para a conclusão das obras, principalmente as externas. Essa regra visa também evitar o acúmulo de lotes vazios, com entulhos ou com materiais de construção, prejudicando a imagem do residencial, o que pode causar a desvalorização dos terrenos.

Tamanho mínimo da casa

Mesmo que tenham um terreno grande, algumas pessoas podem preferir construir uma casa pequena para aproveitar melhor as áreas externas. Geralmente, isso acontece quando o proprietário tem interesse de construir piscinas, ofurôs, jardins, playgrounds ou garagens com muitas vagas.

Porém, a maioria dos residenciais estabelece um limite mínimo para o tamanho das casas nos terrenos. É importante consultar esse limite antes de iniciar o projeto, para não ter problemas mais tarde. Afinal, uma casa minúscula pode ficar fora do padrão das outras no residencial.

Limite de pavimentos

Além do prazo para o fim das obras e o tamanho mínimo da casa, fique atento aos limites de altura. Muitos residenciais são só para casas e a altura das construções pode ficar limitada a 2 ou 3 andares. Essa é uma regra importante, pois um ou mais prédios acima desse limite de pavimentos poderia atrapalhar as outras casas ao redor, bloqueando a vista, impedindo a incidência de luz solar e desviando correntes de ar.

Restrições para muros

Outra restrição muito comum para a construção de casas em terrenos de residenciais é a limitação dos muros ao redor da propriedade. Eles fornecem privacidade, mas podem prejudicar o embelezamento do local e transmitir uma imagem de insegurança. Por isso, alguns condomínios exigem que eles não sejam construídos na frente das propriedades, mas podem ser liberados, com restrição de altura, nas laterais e nos fundos do terreno.

Para agregar privacidade e beleza ao mesmo tempo, muita gente opta por criar muros com plantas ou cerquinhas baixas, no estilo das casas norte-americanas, principalmente nas laterais.

Outras restrições

Por fim, o residencial pode especificar um padrão de comportamento para os moradores. Algumas regras podem estar relacionadas à quantidade e cuidados de animais domésticos, barulhos após certo horário, limite de velocidade para os veículos que trafegam dentro das dependências do condomínio, normas e horários para entregas e visitas etc.

São regras de convivência que permitem relações mais harmoniosas e respeitosas entre as pessoas, estabelecendo limites onde começa o direito do outro.

Onde é possível encontrar essas informações?

Essas informações podem ser obtidas por meio de um documento formado pela incorporadora, imobiliária ou pelo próprio condomínio. Ele é legalmente reconhecido, passando a ter validade jurídica. Então, ao se interessar pela compra do terreno em um residencial, basta solicitar o documento ao corretor para a consulta dos padrões estabelecidos.

O documento deve especificar em detalhes todas as regras, abrangendo todo o residencial e as partes individuais. É muito importante ter acesso a uma cópia e lê-lo por completo antes de iniciar o projeto, para não errar e evitar problemas judiciais com os vizinhos e o próprio residencial no futuro.

Qual é a atitude mais inteligente nesses casos?

O primeiro passo que você deve dar antes de escolher o terreno, desenvolver o projeto e começar as obras, é fazer contato com uma empresa especializada no desenvolvimento de empreendimentos urbanísticos. Ela pode disponibilizar um profissional para cuidar de toda a parte burocrática, enquanto você foca no desenho do projeto junto com os engenheiros da construtora.

Acredite, se você é uma pessoa ocupada, não tem conhecimentos e experiências suficientes para fazer tudo sozinho, mas quer ter o prazer de construir a própria casa, essa é a solução mais indicada. Além disso, pela experiência dos profissionais, você pode reduzir o tempo necessário para a conclusão das obras e não ter falhas no processo.

Como pôde ver, o seu projeto corre o risco de entrar em conflito com o padrão de construção de casa em residencial. Por isso, é recomendável ter atenção às regras específicas do condomínio e contar com o apoio de um profissional para ajudar em todas as etapas, da compra à obra.

Então, vamos começar? Entre em contato com a Viapark agora mesmo e realize o seu sonho de morar com qualidade de vida!

2 comentários

  • Luiz Carlos Fernandes disse:

    Como deverá funcionar a venda dos produtos da antecessora Itararé Empreendimentos, nós da Espaço Imóveis temos pretensão de continuar trabalhando os produtos

    • Bom dia Sr. Luiz Carlos Fernandes, tudo bem?
      Em primeiro lugar gostaria de agradecer seu contato.
      A sua colaboração é de extrema importância para nós, e poder contar com essa parceria é fundamental!
      Irei te enviar um convite via e-mail para uma café no nosso escritório!
      Um forte abraço!

Deixe uma resposta

Open chat
Powered by